Edição 567 de 10/02/2017

Servidoras de Aparecida recebem homenagem pelo Dia Internacional das Mulheres

Segundo as próprias servidoras, o ambiente leve é a principal vantagem de trabalhar  com uma equipe exclusivamente formada por mulheres

Há mais de 20 anos trabalhando para a Prefeitura, nove mulheres, juntas, mantêm o Distrito de Aparecida limpo e florido. São elas, as auxiliares de serviços gerais, que conservam em ordem as ruas, os terrenos públicos e a Praça da Igreja de Nossa Senhora Aparecida. Plantar flores é o serviço que a senhora Cleide de Fátima Badeluci mais gosta de fazer. “Tudo o que eu faço, eu faço com amor e é isso que eu passo para a minha filha”, relata Cleide.

O supervisor Jair Ferreira de Souza observa a eficiência do trabalho das nove mulheres: “Um trabalho que temos a previsão de concluir em três dias, elas terminam em um dia e meio”. Outro aspecto apontado pelo supervisor é a alegria do dia a dia. “Elas sempre estão felizes, contentes, animadas. Isso dá ânimo e motivação ‘pra’ gente”, destaca.

Como forma de homenagear todas as mulheres servidoras públicas pelo Dia Internacional das Mulheres, o Diretor de Gestão e Serviços, José Roberto de Brito, entregou uma rosa para cada uma das auxiliares e agradeceu a dedicação. “Elas precisam ser valorizadas, elas enfrentam todo tipo de trabalho, sem distinção de gênero! E o melhor é que sempre de forma alegre”, elogia o diretor.

Segundo as próprias servidoras, que moram no Distrito, o ambiente leve é a principal vantagem de trabalhar com uma equipe exclusivamente formada por mulheres. “Adoramos trabalhar juntas. Temos muito assunto para a hora do bate-papo”, comenta Maria Piedade dos Santos.

A rotina delas é dupla e “puxada”. A maioria levanta por volta das 4h da manhã para iniciar as tarefas domésticas e de cuidados com os familiares. A partir das 7h, a jornada é para manter o Distrito de Aparecida arrumado. À noite, o cansaço também é rotina. “Mas eu gosto de ver o resultado das ruas bem capinadas”, comenta Maria de Lourdes de Castro. Esse orgulho também faz parte da fé, pois as nove mulheres são católicas e frequentam a Igreja, cujo jardim elas mesmas cuidam e plantam.

 

Fonte: Prefeitura de São Manuel

Central São-manuelense de Comunicação – Jornal O Debate, Rua Cel. Rodrigues Simões, 69
Centro – São Manuel – SP, Telefones (14) 3842.3637 / 3841-4459 – contato
Desenvolvimento e Hospedagem: TeraQualy