Por Letícia Castaldi casual@odebateregional.com.br achadosdale.blogspot.com

Edição 495 de 20/03/2015

A terceira idade fashion

Sabe aquela senhorinha ou senhorzinho acima dos 65 anos, que têm direito a fila preferencial, acento reservado no ônibus porque, custa a ficar em pé? Esqueça! A nova terceira idade é ativa, cheia de energia e tem mostrado estilo para dar e vender! De olho nesse novo mercado, cada vez mais marcas têm investido nos novos avós.

Com a expectativa de vida mais alta e intensa vida social, esse nicho também tem demonstrado bom poder aquisitivo, se tornando alvo da indústria de moda e de cosméticos.

Denominada melhor idade, essa turma não quer saber de xales, calçados ortopédicos e óculos sem graça. Ela quer se expressar através da moda, como em qualquer outra idade... Mas qual o jeito certo de se vestir? Pensa em uma pessoa que viveu uma vida inteira de problemas, soluções, felicidade, tristeza, dor, alegria, saúde e doenças (acredito que todo mundo em algum momento já tenha passado por isso tudo) não deveria ter – a essa altura do campeonato – que preocupar se o que está vestido lhe convém. Mas, assim como em toda faixa etária, existe aquilo que mais favorece o visual e, nesse caso, modelagens e comprimentos ditam a regra.

A moda para quem tem mais de 65 anos exige cuidados como conforto, movimentação e noções de elegância que perduram em sua conformação de gosto e noções de beleza sedimentadas – só que deve estar também inserido dentro da linguagem de moda atual. Como o formato do corpo nessa idade é um pouco diferente a modelagem requer atenção para garantir principalmente o conforto. O comprimento das peças também ganha destaque. Estampas, cores alegres e acessórios são muito bem-vindos, vale abusar desses recursos para criar o visual fashion. Quer entender um pouco mais?

Confira abaixo algumas dicas de estilo: É importante memorizar que as cores vibrantes destacam ao passo que as sóbrias suavizam. A partir disso, podemos usar as sóbrias nas partes do corpo que se deseja disfarçar e realçar os pontos positivos com as vibrantes. Não se esqueça de que cores claras e brilhantes “aumentam” enquanto as escuras e foscas diminuem; Não use lingerie com elástico apertado, pois marcam muito o bumbum, prefira modelos sem elásticos nas pernas como calcinhas modelo boxer, shortinho ou caleçon.

Os modelos corte a laser e sem elástico também ficam com aspecto invisível; Como é normal flacidez nos braços com a idade, fuja das blusas e vestidos de alcinhas. Roupas com mangas, mesmo que menores, como a japonesa, são uma ótima pedida; Roupas muito curtas e apertadas também não são nada elegantes, além de desvalorizar o look; Se você tem uma barriguinha, escolha modelos mais folgadinhos que possam ser marcados logo abaixo dos seios na parte mais fina do corpo, isso deixará a silhueta mais curvilínea e feminina. Modelos com modelagem trapézio também são indicados para quem quer disfarçar a barriguinha; Na moda festa escolha modelos de mangas longas ou com mangas transparentes em tule.

Central São-manuelense de Comunicação – Jornal O Debate, Rua Cel. Rodrigues Simões, 69
Centro – São Manuel – SP, Telefones (14) 3842.3637 / 3841-4459 – contato
Desenvolvimento e Hospedagem: TeraQualy